Teatro Helena Sá e Costa


Rua da Alegria, 503 (entrada pela Rua da Escola Normal, nº 39)
Propriedade da Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo do Instituto Politécnico do Porto.
Obra (1996) do Arquitecto Filipe Oliveira Dias, edificado no pátio da Escola Normal (edíficio de 1883) e inaugurado em 1999.

Theatro Guinol

«Inaugurou-se domingo ultimo este elegante theatro barraca construido recentemente em frente ao jardim da Cordoaria. N‘este theatro que interiormente se acha distintivamente ornamentado há todas as noites variados espectáculos por fantoches.»

In Jornal Moderno, nº3, ano 1, Porto, 27 de Novembro de 1890.

Theatro Guinol

«Inaugurou-se domingo ultimo este elegante theatro barraca construido recentemente em frente ao jardim da Cordoaria. N‘este theatro que interiormente se acha distintivamente ornamentado há todas as noites variados espectáculos por fantoches.»

In Jornal Moderno, nº3, ano 1, Porto, 27 de Novembro de 1890.

Teatro São João – II

Mandado construir por Francisco de Almada e Mendonça, Dezembargador Corregedor e Provedor do Porto, com projecto de Vicente Mazzoneschi, foi inaugurado com a peça «A Viandeira», a 13 de Maio de 1798, em homenagem ao principe regente D. João por ser o seu aniversário.
O edifício na Batalha foi construído para substituir o seu antecessor, o Teatro do Corpo da Guarda, instalado no Palácio do Conde de Miranda e inaugurado a 15 de Maio de 1762, o primeiro teatro lírico do país.