Busto a Guilherme Gomes Fernandes

Da autoria de Bento Cândido da Silva (1881-1935) o busto de homenagem ao Comandante de Bombeiros Guilherme Gomes Fernandes foi inaugurado em Maio de 1915, na Praça que ornamenta desde então o nome daquele ilustre personagem portuense. A praça era designada por Santa Teresa (por ficar nas imediações do antigo Convento de Santa Teresa da Ordem das Carmelitas Descalças),  e popularmente por Praça do Pão por ali se realizar uma feira semanal de venda de pão. A bem conhecida Padaria Ribeiro situa-se naquela artéria, estando aberta ao público pelo menos desde 1878.

Guilherme Gomes Fernandes nasceu a 6 de Fevereiro de 1850 na cidade de Baía, Brasil, com 3 anos veio viver com a sua família no Porto. Dos 13  anos aos 19 estudou no Colégio de Santa Maria, em Ascott, Inglaterra, regressando à cidade em 1869. Era de família bastante abastada, um grande desportista que alcançou diversas vitórias em alguns torneios e pessoa culta, falando 5 línguas.

Fundou a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Porto a 25 de Agosto de 1875. Fundou e foi director do jornal «O Bombeiro Voluntário» entre 1877 e 1890. Organizou no Porto o 1º Congresso dos Bombeiros Portugueses em 1893. Mantinha inúmeros contactos com organizações congéneres no país e a nível internacional, gozando de grande prestígio. Foi ainda comerciante e empresário no ramo dos materiais e equipamentos para bombeiros.

Nomeado Inspector Geral de Incêndios e Comandante dos Bombeiros Municipais do Porto em 31 de Dezembro de 1885, tendo tomado posse a 9 de Janeiro de 1886. Tal corporação passou a designar-se  Corpo de Salvação Pública a partir de 1889 e Batalhão de Sapadores Bombeiros desde 1946.

Uma força por si comandada ganhou o Torneio Internacional de Londres em 1893 e no ano seguinte, alcança o 2º lugar no Torneio de Lion, França. Participa comandando uma formação no Concurso Internacional de Paris, realizado entre 15 a 18 de Agosto de 1900 e  conquista uma medalha de Ouro, a Taça de Sévres que lhe foi entregue pelo Presidente Francês e o título de campeão do Mundo, além do prémio pecuniário de 1500 francos.

Faleceu em Lisboa a 31 de Outubro de 1902.

Imagens de Illustracção Catholica, 15 de Maio de 1915., Nº98, Ano II, Braga

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s