Pinheiro Manso

Casa do Pinheiro Manso e o propriamente dito, na Avenida da Boavista. 

No local dessa moradia foi construído o actual edifício da cervejaria Cufra e a Rua do Pinheiro Manso (então inexistente) deve precisamente a sua designação à árvore que se vê na fotografia.
Por detrás do pinheiro (derrubado por um temporal em 1941), vê-se uma chaminé industrial e conjunto de edifícios pertencentes à fábrica de têxteis William Graham (fundada em 1889).

ADENDA: Comentário de leitor Rui Cunha, n’A Baixa do Porto:

“Este Pinheiro Manso caiu em Fevereiro de 1941 quando do conhecido “CICLONE” assim conhecido no Porto. A casa conhecia quando pertencia à família Gilbert, que tinha um maravilhoso BMW dos anos 30, antes da guerra. A Rua do Pinheiro Manso foi aberta antes de 1892, pois já vem no mapa Teles Ferreira. A casa em que nasci, o nº. 274, é a primeira à direita nesse mapa. Foi construída por um inglês que a vendeu a minha avó cerca de 1895. No momento da queda do Pinheiro Manso, cerca das 20 h. ia a passar um carro dos Bombeiros Municipais do Porto que ainda foi atingido, mas recordo terem-me dito que só houve feridos.”

10 pensamentos sobre “Pinheiro Manso

  1. Adorei o blog. Muito ms mesmo muito interessante! Como consegue todas estas informacoes? Estou a procura de informacao sobre um naufragio em 1868 que me indicam ter saido no Comercio do Porto mas nao consigo localizar o espolio…
    Parabens e obrigada por partilhar todas estas descobertas.

    Gostar

  2. Adorei o blog. Muito ms mesmo muito interessante! Como consegue todas estas informacoes? Estou a procura de informacao sobre um naufragio em 1868 que me indicam ter saido no Comercio do Porto mas nao consigo localizar o espolio…
    Parabens e obrigada por partilhar todas estas descobertas.

    Gostar

  3. Chamava-se Quinta do Pinheiro Manso e foi mandada construir pelo meu avô José Gomes da Rocha no inicio do seculo XX. Após o falecimento prematuro da minha avó em 1909 e posteriormente de uma filha, decidiu vender a quinta vindo a falecer em 1922.

    Gostar

  4. Chamava-se Quinta do Pinheiro Manso e foi mandada construir pelo meu avô José Gomes da Rocha no inicio do seculo XX. Após o falecimento prematuro da minha avó em 1909 e posteriormente de uma filha, decidiu vender a quinta vindo a falecer em 1922.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s